Gramatura

muita gente confunde a gramatura do papel com espessura! Está certo que em 90% dos casos o papel que apresenta gramatura maior tem uma espessura maior também, mas é incorreto dizer que um papel que pesa 300 g/m² é mais grosso que um papel de 270g/m²

Gramatura quer dizer quantos gramas uma folha de 1m x 1m pesa, isso quer dizer o quanto o papel é encorpado.

Um papel de 280 g/m² e um 230g/m² vão ter a espessura muito parecida, mas o papel 280g/m² vai ser mais resistente, pois suas camadas de confecção do papel serão mais densas.

A maior dúvida na escolha da gramatura é: vai poder imprimir na minha impressora?

Impressoras com alimentação superior, é certo que imprimem em papéis mais rigidos, de até 300 g/m². Dificilmente uma impressora não terá capacidade de puxar um papel com 200g/m²

Já impressoras com alimentação inferior são mais problemáticas e pode variar de impressora para impressora a capacidade de puxar papéis mais espessos, o melhor para ter certeza é testar o papel na impressora!

Tecnologia

São dois tipos básicos de fabricação de papel: cast coated e microporos

As características básicas são:

Cast-coated: geralmente tem gramaturas menores (90 até 230g/m²) devido à baixa densidade, só aceitam tinta corante, com muita dificuldade para absorver tinta pigmentada, não têm a textura de foto, a capacidade de brilho é menor. O custo desse papel é menor e provavelmente essa é sua única vantagem.

Microporos: pode ter em qualquer gramatura (75g/m² até 380g/m²) devido à alta densidade, aceita tinta corante e pigmentada, mais parecido com foto analógica e alta capacidade de brilho. Mais liberdade em escolhas de acabamentos, aceita mais tinta no papel (maior resolução) e a resistencia à agua é bem maior, até com tinta corante! Seu custo é ligeiramente maior, mas a qualidade é muito superior! Repleto de vantagens, bom para quem vende fotos digitais e quer entregar serviço de qualidade!

Para diferenciar é simples: geralmente o papel microporos é liso atrás o cast-coated é mais rugoso. Outra maneira de diferenciar é rasgando o papel! Se o papel for separando as camadas e mais irregular é cast-coated, se o papel for mais dificil de rasgar e o rasgo for mais certo é microporous.

Acabamento

Agora vou escrever sobre acabamento que não gera dúvida mas é bem complicado tentar explicar os padrões.

Existem muitos tipos de acabamentos: glossy, high-glossy, semi-glossy, soft glossy, matte, semi-matte, luster, fosco, ultra-brilhante, brilho, semi-fosco, acetinado, lustroso, satin, brilhoso, canvas, foto-tela...

Muitos desses acabamentos são iguais, apenas traduzidos e ficam divididos dessa maneira:

-Brilhante: tem o acabamento mais comum para fotos, o que varia nesse tipo é a quantidade de brilho, geralmente os papéis cast-coated tem acabamento brilho e os microporos, acabamento alto-brilho

-Semi: tem um acabamento com brilho difuso, como vidro jateado, bom para porta retratos, pois sua micro textura evita que o papel cole no vidro, é o fosco de fotografia, ainda nessa categoria existem os papéis lustrosos e acetinados.

-Fosco: são os papéis geralmente mais baratos, o acabamento é como sulfite comum, se tiver alta resolução fica bom para exposição, pois a ausência de brilho permite ver mais detalhes da foto.

-Diferenciados: os papeis com textura, tipo canvas que servem para fazer foto tela, acabamentos especiais para exposição profissional, gramaturas que vão até 460 g/m²

Essas nomenclaturas não seguem um padrão pelos fabricantes, pode encontrar papel matte que era pra estar na categoria fosco, mas é da categoria semi. O correto na escolha do papel é verificar se o papel é parecido com um que já tenha usado de um fabricante como Epson, HP e Canon

Durabilidade

a durabilidade de uma foto impressa depende de muitos fatores:

Umidade: o ambiente operacional da impressora, papeis e tintas deveria ser em torno de 50% de umidade do ar. Dependendo do clima de sua região o ar condicionado é indispensável. O espaço deve ser no mínimo arejado. Excesso de umidade deixa o papel ondulado, atrapalhando a passagem pela impressora podendo causar danos à cabeça de impressão, além de falta de nitidez ou cores indefinidas.

Calor: uma temperatura entre 20 C e 30 C é a ideal, tanto para o papel como para as tintas e os sistemas eletrônicos. Temperaturas abaixo ou acima provocam falta de qualidade nas cópias e falhas na impressora.

Ozônio: o gás Ozônio fica por toda parte, ao ar livre e dentro dos ambientes. Sua influência maligna, principalmente as fotos impressas com tinta a base de corantes, conhecida internacionalmente como GAS FADING, é ainda mais perigosa porque aparentemente não escolhe lugar. Medidas de proteção recomendadas como guardar bem os papeis devem ser complementadas com a proteção das fotografias impressas através de porta-retrato com vidro, álbuns ou laminação.

Luz: os raios Ultra-violeta também são perigosos para as fotos impressas, sempre deixe as fotos com algum tipo de proteção UV, como porta retrato, tinta contra UV ou álbuns fechados.

Recomendações Gerais:

Sempre deixe a fotografia secar protegida de luz incidente.

Sempre que possível utilize tinta pigmentada ao invés de tinta corante para maior durabilidade das fotos impressas.

Ao deixar a fotografia exposta: Utilize preferencialmente um porta-retrato com vidro, nunca utilize porta-retrato do tipo magnético; Antes de colocar a fotografia no porta-retrato, deixe secar por 48 horas.